Creatina: o que é, o que faz e porque é tão importante?

288 views

Quer sejas um atleta de alta competição, quer estejas no início da tua viagem pelo mundo do fitness, a implementação dos suplementos desportivos mais adequados à tua situação em particular pode fazer toda a diferença no cumprimento dos teus objetivos!

Um dos suprarreferidos suplementos que maior popularidade conquistou nos últimos anos foi precisamente a creatina (adquirível no melhor site para comprar suplementos em Portugal), e é por isso que, ao longo deste artigo, abordaremos a ciência por detrás da creatina, os respetivos benefícios e o porquê de se ter transformado num marco da nutrição desportiva.

O que é a creatina?

A creatina é um composto natural derivado de três aminoácidos: arginina, glicina e metionina.

Está sobretudo presente em carne e peixe, podendo também ser produzida em pequenas quantidades pelo corpo humano.

A creatina desempenha um papel fundamental na produção de trifosfato de adenosina, a fonte de energia primária do organismo para exercício físico e contrações musculares de alta intensidade.

O que faz a creatina?

Tal como explicámos supra, a creatina é nuclear na produção de trifosfato de adenosina; ora, sempre que o organismo se encontra sob intenso esforço físico, os músculos necessitam deste nucleotídeo (ou nucleótido) para gerarem energia.

Contudo, o armazenamento de creatina produzida naturalmente é bastante limitado, podendo esgotar-se numa questão de segundos após o início da atividade física – é então aqui que entra a creatina sob a forma de complemento.

Ao completares a tua alimentação com um suplemento de creatina, aumentas essencialmente o stock de fosfato de creatina do teu organismo, uma molécula de alta energia capaz de regenerar rapidamente trifosfato de adenosina, o que permite que os teus músculos continuem o seu trabalho de esforço ao nível máximo e por períodos mais longos, resultando num aumento de força, potência e resistência.

Por que é tão importante a creatina?

As vantagens de se recorrer à creatina enquanto suplemento desportivo são múltiplas, pelo que a popularidade conquistada entre atletas de alta competição e adeptos do fitness é mais do que merecida.

Eis alguns dos principais benefícios que tornam a creatina num complemento essencial à tua alimentação:

  • Força e potência físicas aumentadas

A creatina melhora significativamente as força e potência musculares durante atividades de alta intensidade como halterofilismo, corrida e salto.

  • Recuperação muscular melhorada

Ao aumentar a produção de trifosfato de adenosina, a creatina ajuda a uma recuperação muscular mais rápida no seguimento de atividade física intensa, reduzindo, assim, a sensação de fadiga e músculos doridos.

  • Desenvolvimento muscular aprimorado

Os suplementos à base de creatina estão ligados ao aumento da massa muscular magra, assim como à hipertrofia muscular, o que faz com que sejam ideais para quem procura criar músculo e melhorar a sua forma física.

  • Função cognitiva incrementada

Alguns estudos sugerem que a creatina poderá também melhorar o desempenho da função cognitiva, em especial relativamente a tarefas que requeiram o uso da memória a curto prazo ou pensamento rápido.

Creapure: creatina pura por excelência

No que toca à escolha dos suplementos alimentares ou desportivos mais indicados, a qualidade é simplesmente um fator-chave – Creapure, composto por uma fórmula patenteada de monoidrato de creatina, é popularmente reconhecido como a creatina pura por excelência.

Fabricado na Alemanha por um processo também ele patenteado, Creapure garante uma pureza de creatina na ordem de pelo menos 99,95%, aniquilando quaisquer hipóteses de encontrares melhor no mercado.

Integração da creatina numa alimentação equilibrada

Para tirares o máximo proveito de um suplemento à base de creatina, deves seguir à regra as instruções de dosagem e intervalos entre tomas; embora existam várias abordagens à suplementação por creatina, o método mais comum compreende uma fase inicial de adaptação, seguida de uma fase de manutenção.

  • Fase inicial

Durante a fase inicial (que dura algures entre 5 a 7 dias), deves ingerir 20 gramas de creatina diariamente, repartidos por quatro doses iguais ao longo do dia; desta forma, os teus músculos ficarão rapidamente saturados de creatina, o que te permitirá experienciar os respetivos benefícios muito mais cedo.

  • Fase de manutenção

Quando transitares para esta segunda e última fase, deverás consumir entre 3 a 5 gramas de creatina diariamente, de modo a manteres o armazenamento muscular de creatina, impedindo, assim, que este se esgote.

É igualmente importante que tenhas em conta a que alturas do dia deves tomar creatina – são muitos os especialistas que recomendam a ingestão de creatina logo após o treino, quando os músculos estão mais recetivos à absorção de nutrientes; desta forma, a utilização de creatina da parte do teu organismo estará já otimizada, conduzindo a melhores resultados.

Em conclusão

A creatina é um poderoso suplemento desportivo que comprovadamente melhora o desempenho físico e contribui para os desenvolvimento e recuperação musculares.

Ao escolheres um produto como Creapure e ao seguires as recomendações constantes da embalagem, tens o caminho aberto para atingires o teu verdadeiro potencial e alcançares novas metas ao longo do teu percurso pelo fitness.

 

Fotografia: HowToGym/Unsplash

Por: Fernando Guimarães

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar