Correntes d’Escritas

965 views

Correntes d’Escritas, que decorre este ano de 16 a 27 de Fevereiro no Cine-Teatro Garrett, e em vários outros locais do concelho da Póvoa de Varzim, anuncia hoje o programa da 20ª edição, a maior de sempre, em conferência de imprensa.

Ao longo de 19 anos, o Correntes d’Escritas recebeu mais de 600 participantes. Com este evento contactaram mais de 150 000 pessoas, através de mesas redondas, sessões em escolas, lançamentos de livros, sessões de cinema, conversas, conferências, sessões de poesia, concertos, exposições, entre muitas outras atividades.

Criado em 2000, o Correntes d’Escritas foi pioneiro dos festivais literários em Portugal. Ao longo das 19 ininterruptas edições apresentou programas originais e intensos, nos quais a partilha do saber foi sempre o objetivo primordial.

Em 2019, apresenta a maior edição de sempre, com mais de 140 participantes, entre os quais Nélida Piñon, homenageada no nº 18 da revista Correntes d’Escritas, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que na manhã do dia 19 preside à cerimónia de abertura do festival e Jorge Carlos Fonseca, Presidente da Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e Presidente da República de Cabo Verde, que na tarde do mesmo dia profere a conferência de abertura deste grande encontro de autores de expressão ibérica.

Como vem sendo habitual, após a sessão de encerramento o Correntes d’Escritas ruma até Lisboa para uma última mesa no Instituto Cervantes. É no dia 27, pelas 18h, com entrada livre. Dela participam Ignácio de Loyola Brandão, Sergio Ramírez, Mempo Giardinelli, Filipa Martins e Maria Quintans.

Clique aqui para ver o vídeo de apresentação das Correntes D’Escritas 20ª Edição

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar