Caminhar pelas histórias de Lisboa

268 views

Em março, o Museu de Lisboa propõe um conjunto de percursos que se debruçam sobre as drásticas transformações da cidade, no decorrer do século XX. Da revolução industrial ao rescaldo do 25 de Abril, o Museu convida a caminhadas comentadas por bairros que fazem parte do quotidiano dos lisboetas.

Inspirado pelas grandes mudanças económicas, sociais e urbanísticas, em parte impulsionadas pelo desenvolvimento industrial, o museu promove uma caminhada no dia 10 de março, que parte da estação de comboio de Santa Apolónia e passa pelos vestígios de antigas estruturas fabris e bairros operários do Beato. O primeiro capítulo de uma história contada em dois percursos, Lisboa das chaminés revela o quotidiano da classe operária no final do século XIX.

O ciclo O problema da habitação. Olhar hoje para os bairros SAAL/Lisboaque começou no passado dia 24 de fevereiro, continua em fevereiro com dois percursos orientados pelo arquiteto Ricardo Santos e pelas investigadoras Ana Bigotte Vieira e Ana Catrina Costa. Tanto o percurso pelo Bairro da Quinta do Alto, que se realiza no dia 16 de março, como o percurso pelo Bairro Curraleira – Embrechados, no dia 17 de março, abordam não só a configuração do bairro, dos seus edifícios e traçado urbano, como as circunstâncias em que foram constituídos e a população que os habita.

Este ciclo, que se propõe a investigar o que se quis que existisse, o que há e o que ainda se deseja que exista nos bairros SAAL Lisboa, inclui mais dois percursos e uma conversa com os moradores dos bairros em abril.

Para além dos percursos que se realizam este mês, o Museu oferece um programa anual de passeios por diferentes épocas, temas e zonas da cidade.

 

 

Fotografia: Bairro Fonsecas Calçada SAAL © Francisco Ascensão

Fonte: Egeac

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar