Autobiografia de Joshua Ruah, Um Judeu de Lisboa

6460 views

Autobiografia de Joshua Ruah, Um Judeu de Lisboa é uma viagem às memórias judaicas de uma Lisboa em evolução.

Nesta autobiografia, Um Judeu de Lisboa, o conhecido médico Joshua Ruah decide tornar públicas as suas memórias judaicas de uma vivência em Lisboa, que atravessa várias gerações e que inclui lembranças inapagáveis da sua infância e juventude, do seu percurso como médico e como presidente da Comunidade Israelita de Lisboa durante 23 anos, que lhe proporcionou encontros memoráveis com figuras históricas como Mário Soares, o Papa João Paulo II ou Yasser Arafat, o mítico dirigente da OLP.

«Por exemplo, eu provavelmente sou berbere. Não se tem a certeza porque o meu apelido em hebraico pode ler-se de duas maneiras diferentes, ou aquela que eu uso, e que quer dizer «espírito ao vento», ou um nome que existia no Médio Oriente, que se escreve com as mesmas letras e se pronuncia «Revah». Sempre que lá vou dizem que sou berbere, porque na opinião dos marroquinos não tenho cara nem de judeu nem de mouro. A mim tanto me faz, porque, na realidade, sou um judeu-português. Com a diáspora, os judeus adquiriram uma característica muito especial, que é a biculturalidade. Eu não sou um homem de práticas, mas se quiser posso seguir as tradições judaicas e ao mesmo tempo ser sócio do Benfica e gostar de sardinhas assadas.»

Joshua Ruah

«Um dos grandes méritos desta autobiografia, Joshua Ruah. Um Judeu de Lisboa, reside na ausência de literatura. É uma descida às raízes, sem quaisquer limitações convencionais, para nos transmitir o que se acumulara nos espaços invisíveis do universo mais íntimo. Faz um balanço à vida. Apresenta-nos a realidade quotidiana, nos seus múltiplos aspetos, através de uma comunicação frontal, numa linguagem direta, persuasiva e imediata com os leitores.»

António Valdemar, autor do prefácio.

Sobre o autor

Em 1940, no auge da Segunda Guerra Mundial nasceu Joshua Ruah, em Lisboa. Profundamente marcado pela sua vivência no coração da capital privou com numerosos intelectuais e políticos frequentadores dos lugares emblemáticos da cidade e que eram amigos da família.

Filho do médico Moisés Ruah, cirurgião de renome no domínio da Urologia e neto do famoso fotógrafo Joshua Benoliel, decidiu em 1959 entrar na Faculdade de Medicina e teve uma carreira de sucesso durante mais de cinquenta anos a exercer cirurgia e na direcção e chefia de serviços hospitalares.

Dedicou-se a instituições culturais e cívicas juntamente com uma absorvente actividade médica, cirúrgica e hospitalar e integrou a direcção da Comunidade Israelita de Lisboa.

Nessa qualidade, passou a ser ouvido e respeitado pelos órgãos de soberania, por três Chefes de Estado, por diversos governos e pelos grupos parlamentares da Assembleia da República ao pronunciar-se acerca de temas polémicos tais como a interrupção voluntária da gravidez, a eutanásia e os estudos preparatórios da lei da liberdade de culto religioso. Procedeu à recuperação da comunidade judaica de Belmonte, que se encontrava na clandestinidade há séculos, sendo historicamente reconhecida como a única da Península Ibérica e herdeira legítima dos judeus sefarditas. Presidiu à Comunidade Israelita de Lisboa durante 23 anos com vários memoráveis encontros entre os quais com o Papa João Paulo II e por duas vezes, com Yasser Arafat, o mítico dirigente da OLP.

Ficha do Livro

Título: Um Judeu de Lisboa

Nº págs: 248

ISBN: 978-972-21-3129-2

PVP C/ IVA: 23,90€

 

Fonte: Leya

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar