Árvores de Lisboa

13629 views

Quercus suber L.

Sobreiro, chaparro

Pode viver cerca de 1000 anos. Faz parte da vegetação natural da Península Ibérica. Predomina no Alentejo e serras algarvias. É uma árvore com futuro e constitui uma mais valia nacional pois permite que Portugal seja o maior produtor de cortiça do mundo. Também produz bolota que serve de alimentação ao porco preto alentejano. Em 21 de dezembro de 2011, a Assembleia da República declarou o sobreiro como “Árvore Nacional”.

Da família das Fagaceae, pertence ao grupo dos carvalhos, que são árvores e/ou arbustos de folha caduca, persistente ou marcescente, que se encontram presentes sobretudo no hemisfério norte.  As suas folhas podem assumir diferentes tamanhos e formas, conforme a espécie. Podem ser lobadas, dentadas e, com menos frequência, serradas ou inteiras. O seu fruto possui apenas uma semente, designado por glande ou bolota com um aquénio suportado por um involucro calciforme, a cúpula. Os bugalhos, por vezes confundidos com os frutos do carvalho, são provocados pela picada de um inseto do género Cynips, podendo ser utilizados em infusão para fins medicinais, devido às suas propriedades cicatrizantes e antissépticas. A sua madeira muito resistente é utilizada para construção e marcenaria.

O sobreiro é uma espécie bem-adaptada ao clima mediterrânico. As suas raízes desenvolvem-se para captar água em profundidade. As folhas com cutícula minimizam o excesso de transpiração e a casca esponjosa protege do fogo. É uma arvore perenifólia de copa larga e arredondada com ritidoma suberoso (produção intensa de súber, vulgarmente designado por cortiça), com uma altura até 20 metros. Do seu tronco retira-se a cortiça, geralmente de 9 em 9 anos.

Em Lisboa, podem encontrar-se exemplares bem representativos da espécie em jardins e parques como é o caso do Botânico da Tapada da Ajuda.

Figura 1– sobreiros no Parque Botânico da Tapada da Ajuda

Texto e fotografia de Ana Luísa Soares e Ana Raquel Cunha

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar