AMPLA

361 views

A mostra de cinema que pretende tornar a programação cinematográfica acessível a todos, e que reúne filmes premiados nos festivais de cinema realizados em Portugal, está de regresso a Lisboa para a sua segunda edição. A iniciativa, que decorre entre os dias 3 e 5 de março, na Culturgest, é também pensada para o público com necessidades específicas, já que todos os filmes são exibidos com legendas descritivas, interpretação em Língua Gestual Portuguesa e audiodescrição, e assegura a acessibilidade no espaço físico. Além disso, estão contempladas sessões descontraídas, que acontecem num ambiente mais relaxado.

Ao longo dos três dias, os espectadores poderão assistir a 16 filmes entre curtas e longas-metragens de diferentes géneros e nacionalidades, desde documentários a filmes de terror, sem esquecer algumas sessões dirigidas ao público mais novo. Todos os filmes foram premiados em festivais portugueses de 2022, entre os quais Curtas Vila do Conde, IndieLisboa, MOTELX e MONSTRA.

“Depois da primeira edição da Ampla, que teve uma ótima adesão por parte do público, percebemos que continuava a existir um longo caminho a percorrer no que respeita à acessibilidade na cultura, sendo que o nosso propósito com o evento permanecia atual. Acreditamos, desde o primeiro dia, que todas as pessoas devem ter a mesma oportunidade de acesso ao cinema, ou a qualquer outra arte, sem que ninguém fique de fora, pois esse é um direito de todos. Nessa lógica, queremos assegurar, a quem visite esta segunda edição da mostra, uma oferta de qualidade, diversificada e atual, mas também que ofereça o melhor de cada filme, nas melhores condições – afirma Rita Gonzalez, fundadora e produtora executiva de cinema.

No primeiro dia da mostra, 3 de março, um dos destaques é o filme “Cesária Évora”, com início às 21h. Este é um documentário intimista que oferece um retrato da própria a partir de testemunhos únicos, tendo conquistado o Prémio do Público de Melhor Longa-Metragem no festival IndieLisboa.

No sábado, dia 4 de março, às 15h00, terá lugar uma sessão composta por um conjunto de curtas-metragens, onde se inclui, entre outras, a animação “Ice Merchants”, primeiro filme português nomeado para os Óscares, e que conta a história de um pai e de um filho que todos os dias têm de saltar de paraquedas para se deslocarem à aldeia mais próxima, onde vendem o gelo que produzem durante a noite. Já às 21h00, os mais destemidos poderão assistir a dois filmes premiados no festival MotelX: Censor of Dreams, uma produção de terror que venceu o prémio de Melhor Curta de Terror Europeia e Deadstream, um filme sobre o vlogger Shawn Ruddy que decide passar uma noite sozinho numa casa assombrada, vencedor do prémio do Público.

A mostra encerra com a longa-metragem “Mato Seco em Chamas”, filme-choque no último festival de Berlim, vencedor do IndieLisboa, conseguindo a proeza de conquistar o prémio da competição nacional e internacional. O filme conta a história das Gasolineiras de Kebradas, tal como ecoa pelas paredes da Colméia, a Prisão Feminina de Brasília, no Brasil.

Para os mais novos existem ainda três sessões (M/6), todas descontraídas, duas dirigidas às escolas e uma destinada às famílias. As primeiras acontecem no dia 3 de março e a última no domingo, dia 5 de março, às 11h30.

A isto, junta-se ainda ao cartaz da AMPLA um workshop e um debate. O workshop terá lugar na Biblioteca Palácio Galveias, dia 4 de março, pelas 10h00, com o tema “Por detrás de um filme: guião para cinema, da ideia à escrita”, e que irá abordar técnicas de escrita para cinema, sendo realizado em parceria com a Academia Gerador.
O debate a acontecer na Culturgest, no dia 24 de fevereiro, às 18h30, incide sobre a representatividade das pessoas com deficiência e Surdos no cinema, estando previstos um painel de convidados para debater sobre o tema organizado em parceria com a Acesso Cultura.

Para quem quiser marcar presença na Ampla e assistir aos diferentes filmes, o bilhete tem o custo de 4€ e pode ser adquirido na Ticketline ou na bilheteira da Culturgest. Para as crianças e jovens até aos 18 anos os ingressos têm o preço de 2€. A entrada para acompanhantes de pessoas cegas, com baixa visão ou utilizadoras de cadeiras de rodas é gratuita.

Este é um evento organizado pela Horta Seca – Associação Cultural em parceria com a Duplacena e a Javalimágico, com a co-produção da Culturgest. A mostra conta com a Fundação Altice como mecenas exclusivo de acessibilidade e tem ainda o apoio financeiro do Grupo Ageas Portugal e da FLAD. São parceiros de acessibilidade a Acesso Cultura, a Fundação LIGA, a ACAPO, a Associação Cultural de Surdos da Amadora, a Bengala Mágica – Associação de pais, amigos e familiares de crianças, jovens e adultos cegos e com baixa visão, e a APPDA LISBOA – Associação Portuguesa para Perturbações do Desenvolvimento e Autismo.

Toda a informação e cartaz completo da Ampla está disponível em: https://www.amplamostra.pt/

Programação completa:
3 de março | Sexta-Feira
10h30 / outro horário por definir: Sessão infantil escolas (M/6, descontraída)
- My name is fear
- The secret of Mr. Nostoc
- Big Box  
- Luce and the rock
- 2020: Odisseia no 3ºesquerdo

21h00: Sessão de abertura
- O homem do lixo
- Cesária Évora

4 de março | Sábado
15H: Sessão de curtas (descontraída)
- Nest
- Ice Merchants
- Escasso
- Bestia
- Urban Solutions
- Um caroço de abacate

 21H: Sessão de terror
- Censor of dreams
- Deadstream

5 de março | Domingo
11H30: sessão infantil (M/6, descontraída)
- My name is fear
- The secret of Mr. Nostoc
- Big Box
- Luce and the rock
- 2020: Odisseia no 3ºesquerdo

15H: Sessão de encerramento
- Mato Seco em Chamas




Sobre a AMPLA:
A AMPLA é uma mostra de cinema composta por uma seleção de filmes premiados nos principais festivais de cinema realizados em Portugal. Em 2023, a mostra regressa à Culturgest, em Lisboa, nos dias 3, 4 e 5 de março e reúne 16 produções galardoadas nos festivais de cinema realizados em Portugal durante o ano 2022. Para ser o mais inclusiva possível, todos os filmes são exibidos com legendas descritivas, interpretação em Língua Gestual Portuguesa e audiodescrição, convidando também as pessoas com necessidades específicas a desfrutarem das sessões.

Este é um evento organizado pela Horta Seca - Associação Cultural em parceria com a Duplacena e a Javalimágico, com a co-produção da Culturgest. A mostra de cinema conta com a Fundação Altice como mecenas exclusivo de acessibilidade. Além deste, tem ainda como apoios financeiros a AGEAS e a FLAD e conta com parceiros de acessibilidade como a Acesso Cultura, a Fundação LIGA, a ACAPO, a Associação Cultural de Surdos da Amadora, a Bengala Mágica - Associação de pais, amigos e familiares de crianças, jovens e adultos cegos e com baixa visão, e com a APPDA LISBOA- Associação Portuguesa para Perturbações do Desenvolvimento e Autismo.

Fonte: Thesquare

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar