Amore – Pippo Delbono

116 views

Para isso, Delbono convoca, para além da sua trupe habitual de artistas recrutados às margens da sociedade (para os mais familiarizados com o teatro do italiano, será notada a falta do malogrado Bobò, ator microcéfalo e surdo-mudo que acompanhava o encenador desde os anos 1990), a cantora angolana Aline Frazão, o fadista Miguel Ramos e o músico e compositor Pedro Joia (a cenografia é também portuguesa, assinada por Joana Villaverde).

Ao caráter confessional, profundamente biográfico, que caracteriza o teatro do italiano, falar de amor nunca seria possível sem as palavras dos poetas, destacando-se os da lusofonia, como Sophia de Mello Breyner Andresen, Carlos Drummond de Andrade ou o cabo-verdiano Daniel Filipe. E, como no verso de Eugénio de Andrade (que o espetáculo especialmente enfatiza), no Amore de Delbono “o amor é uma ave a tremer nas mãos de uma criança.”

texto de Frederico Bernardino/Agenda Cultural de Lisboa, edição de novembro de 2022

Espetáculo falado em italiano e português, com legendas em português e inglês.

“Pippo, Lisboa, Amor” – Conversa com Pippo Delbono, a propósito da criação do espetáculo, a 10 de novembro, às 21h30 (entrada livre).

teatro
Até 12 novembro 2022
ter: 20h; qua: 20h; qui: 20h; sex: 20h; sáb: 20h
São Luiz Teatro Municipal
Fotografia:©Luca Del Pia
Fonte AgendaLX

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar