A Feira de Outono – Arte & Antiguidades

67 views

Entre os dias 16 e 20 de novembro realiza-se em Lisboa a Feira de Outono – Arte & Antiguidade, da Associação Portuguesa dos Antiquários. terceira edição desta Feira terá lugar na Sociedade Nacional de Belas Artes.

Associação Portuguesa dos Antiquários (APA) promove, entre 16 e 20 de novembro, na Sociedade Nacional de Belas Artes, a terceira edição da sua Feira de Outono. Dedicada à arte contemporânea e às antiguidades, esta Feira conta com a participação de reputados antiquários e galeristas portugueses. Na véspera da abertura, todas as obras em exposição são submetidas a uma Comissão de peritagem idónea composta por reconhecidos pintores, conservadores de museus e críticos de arte.

Galeristas e antiquários aceitaram o desafio de apresentar nesta Feira de Outono da APA as suas melhores peças, resultando assim numa Feira mais reduzida e intimista. O evento pretende ainda chegar a novos públicos promovendo a troca de opiniões, histórias e o contacto direto e mais personalizado entre os antiquários e os visitantes.           

Nesta terceira edição estão confirmadas as presenças de 14 galeristas e antiquários:  António Costa Antiguidades; D’Orey Tiles; Galeria São Mamede; Ilídio Cruz; Isabel Lopes da Silva; Kukas by Casa Fortunato; Luís Alegria; Manuel Castilho ; Manuela Verde Lírio; Objectismo; Porcelana da China de Maria Eduarda Mota; Ricardo Hogan Antiguidades; Tomás Branquinho da Fonseca / TBF Fine Art; Trema Arte Contemporânea, representado assim um leque muito variada de expressões artísticas, desde a pintura, a cerâmica, a joalharia, a azulejaria, o mobiliário, a Arte Sacra, entre outras.

A Direção da APA afirma que esta iniciativa tem como objetivo ‘colmatar a inexistência de uma feira de referência no centro da capital, com a garantia de qualidade que a APA nos tem vindo a habituar ao longo de 30 anos. “Esperamos, mais uma vez, contribuir para a dinâmica de Feiras de antiguidades em Lisboa e em Portugal, que tanto valorizam o antiquariato e o património, mas que, sobretudo, sustentam uma plataforma de discussão sobre o que se fez e faz em Portugal nesta área, estabelecendo sinergias entre museus, público já conhecedor, colecionadores, estetas e curiosos. A Feira da APA foi também pensada para atrair novos públicos e para uma nova Lisboa, sempre cambiante e surpreendente”, afirma Isabel Lopes da Silva, presidente da Direção da Associação Portuguesa dos Antiquários.

Tal como a Feira da Cordoaria Nacional, esta edição da Feira da APA contará com uma equipa de peritagem que analisará as peças antes da abertura ao público, garantindo assim a sua autenticidade e qualidade.

EXPOSITORES | EXHIBITORS

ANTÓNIO COSTA ANTIGUIDADES I D’OREY TILES I GALERIA SÃO MAMEDE I ILÍDIO CRUZ I ISABEL LOPES DA SILVA I KUKAS BY CASA FORTUNATO I LUÍS ALEGRIA I MANUEL CASTILHO I MANUELA VERDE LÍRIO I OBJECTISMO I PORCELANA DA CHINA DE MARIA EDUARDA MOTA I RICARDO HOGAN ANTIGUIDADES I TOMÁS BRANQUINHO DA FONSECA – TBF FINE ART I TREMA ARTE CONTEMPORÂNEA

 

3ª Edição da Feira de Outono – APA – Artes & Antiguidades

Morada

Sociedade Nacional de Belas Artes

Rua Barata Salgueiro, 36, 1250-044, Lisboa

Horários

Quarta a sexta-feira, das 15h às 21h

Sábado, das 15h às 22h

Domingo, das 15h às 20h

Entradas

€ 7,00 – Bilhete Individual

€12,00 – Bilhete Duplo

 

 

Sobre a APA:

A Associação Portuguesa dos Antiquários (APA) é uma associação sem fins lucrativos nascida há 30 anos, membro da CINOA (Confederação Internacional dos Negociantes de Obras de Arte) desde julho de 1996. A APA, que conta com associados concentrados no Porto, Lisboa, Estoril, Cascais, entre outros, tem como objetivo garantir a qualidade, a autenticidade e a confiança no negócio de antiguidades e arte, e para tal os seus membros deverão, quando solicitados, emitir certificado de autenticidade sobre qualquer peça comercializada.

Sobre a Feira de Outono:

Integrando roteiros internacionais de Arte e Antiguidades a Feira de Outono da APA é um encontro nacional organizado com o rigor e a qualidade de uma auditoria, realizada por uma comissão de peritos especialistas em diversas áreas, que observam e analisam criteriosamente a justeza da descrição dos objetos expostos em termos de veracidade, qualidade, época e proveniência. O mercado nacional de arte e antiguidades apresenta-se atualmente como um investimento alternativo seguro e atrativo.

 

Fotografia: Par de leões chineses – período Kangxi (1162-1722) – Galeria Luís Alegria

Fonte: global-press.com

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar