A 14ª edição do FESTin dá voz à diversidade através do cinema

631 views

O Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa acontece em Lisboa e Almada entre os dias 29 de junho a 7 de julho e terá filmes de Portugal, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste

Prepare-se para mais uma emocionante viagem pelos países de língua portuguesa através do cinema com o FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa – que, pela primeira vez, será realizado no verão. Dias perfeitos para curtir o grande ecrã com toda a família. De 29 de junho a 7 de julho, os cinemas Ideal, São Jorge, Fórum Lisboa e Cine Incrível serão os palcos da 14ª edição do FESTin, com uma seleção variada de filmes sobre temas como música, diversidade, inclusão social, infanto-juvenil; e até mesmo assuntos como direito à habitação, racismo e sexo. Com quase 40 títulos, o festival terá produções de Portugal, Brasil, Timor-Leste, Moçambique e Cabo Verde.

 

 “O tema deste ano é a diversidade. É a volta da esperança, da alegria, do fazer e da cultura”, festeja Léa Teixeira, diretora do FESTin, a ressaltar ainda que, na seleção deste ano, há filmes exibidos em festivais importantes do circuito audiovisual como Berlinale Panorama 2022, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo,  Festival du Cinéma Brésilien de Paris e International Film Festival Rotterdam 2023.

 

O FESTin traz as habituais secções competitivas de ficção, documentário e curtas-metragens. Os júris conferem aos vencedores o Prémio Pessoa, além de menções honrosas nas categorias: Melhor Longa-Metragem (Ficção), Melhor Realizador (Ficção), Melhor Actor (Ficção), Melhor Actriz (Ficção), Melhor Documentário e Melhor Curta-Metragem. Ainda há o FESTinha para as crianças, a Mostra de Cinema Brasileiro e o regresso da mostra “Os Diferentes Sotaques da Lusofonia”, em parceria com a PROCULTURA.

 

Neste ano, o festival atravessará o Tejo. Haverá uma sessão com curtas do festival no Cine Incrível de Almada. A celebração do cinema em português contará ainda com uma série de atividades paralelas, como festas, confraternizações e rodadas de negócios, para que o público possa aproveitar ao máximo este evento que, desde 2010, faz parte do calendário cultural de Lisboa.

 

Na disputa de longa de ficção os finalistas são: “Barranco do Inferno” (Portugal, 2022, realização Fabio Duque Francisco), “Escobar” (Portugal, 2022, Heloísa Toledo Machado), “Fogaréu” (Brasil, 2022, Flavia Neves) , “Fim de Semana no Paraíso Selvagem” (Brasil, 2022, Severino), “Noites Alienígenas” (Brasil, 2022, Sergio de Carvalho) e “Represa” (Brasil, 2022, Diego Hoefel).

 

Para ver todas as sinopses dos filmes do FESTin, clique aqui.

 

Na categoria documentários, estão na disputa “Confissões de Um Cinema em Formação” (Brasil, 2023, realização Eugênio Puppo), “Uma Halibur Hamutuk – A Casa Que Nos Une” (Timor-Leste/Portugal, Ricardo Dias), “Lupicínio Rodrigues: Confissões de Um Sofredor” (Brasil, 2022, Alfredo Manevy),  “Olá, Malta!” (Brasil, 2023, Liliane Mutti) e “Kobra Auto Retrato” (Brasil, 2022, Lina Chamie).

 

Na disputa de curta-metragens, há filmes brasileiros, portugueses, cabo verdianos e moçambicanos: “Duda” (Portugal, 2022, realização Carolina Lobo), “Inútil” (Portugal, 2021, Rodrigo Tavares), “Como Matar Uma Boneca” (Brasil, 2022, Alek Lean), “A Fita Cor-de-rosa” (Cabo Verde, 2022, Mon de Anjo), “Monte Clérigo” (Portugal, 2023, Luis Campos), “Caiçara” (Brasil, 2022, Oskar Metsavaht), “Palma” (Portugal, 2022, Monica Santos), “Cyntia” (Brasil, 2022, Cristèle Alves Meira), “Flor de Laranjeira” (Portugal, 2023, Rúben Sevivas) “A Corda” (Moçambique, 2023, Hélder Bata) e “Alento” (Portugal, 2023, Constança Pinelo).

 

A tradicional Mostra Cinema Brasileiro, que decorre desde o primeiro ano do FESTin, conta com “A Serra do Roncador ao Poente” (2022, realização Armando Lacerda), “Profissão Livreiro” (2022, Pedro Lacerda), “Otavio III – O Imperador” (2023, Cavi Borges), “Delicadeza” (2021, Ciça Castello) e “Pixinguinha, Um Homem Carinhoso” (2022, Denise Saraceni e Allan Fiterman).

 

O FESTinha leva crianças de 5 a 10 anos às salas e para conferirem três  filmes. São eles: “Chef Jack, o Cozinheiro Aventureiro” (Brasil, 2022, realização Guilherme Fiuza Zenha), “A Fita Cor-de-rosa” (Cabo Verde, 2022, Mon de Anjo) e “Caiçara” (Brasil, 2022, Oskar Metsavaht). Ao final da sessão, as crianças elegem com votação em papel o filme de que mais gostaram. E o vencedor recebe o Prémio Pessoa de Melhor Filme Infantil.

 

A 14ª edição do festival traz de regresso a mostra Diferentes Sotaques da Lusofonia com os seguintes filmes: “Moon Mole” (Portugal, 2022, realização Alunos do 12º ano), “Timbila” (Moçambique, 2022, Andreas Scheibenreif), “Condicionado” (Reino Unido, 2022, Filipe Anjos e Paula Moreiro), “Cimboa” (Cabo Verde, 2022, Carlos Alberto Rodrigues Barbosa), “Ela Não Vem” (Brasil, 2023, Mariana Fleury), “Sumara Maré” (Cabo Verde, 2023, Samira Vera-Cruz), “Feira da Ladra” (Brasil, 2023, Diego Migliorini).

image.png

14ª edição do FESTin

Quando: de 29 de junho a 7 de julho

Onde: Cinemas Ideal, São Jorge,  Fórum Lisboa e Cine Incrível

Local 1: Cinema São Jorge

Morada: Avenida da Liberdade, 175

Local 2: Cinema Ideal

Morada: Rua do Loreto 16, Lisboa

Local 3: Fórum Lisboa

Morada:  Av. de Roma 14, Lisboa

Local 3: Cine Incrível

Morada:  R. Capitão Leitão 1, Almada

SINOPSE DOS FILMES

Longas de Ficção – https://bit.ly/42qzfI4

Documentários – https://bit.ly/45PoFgJ

Curtas-Metragens – https://bit.ly/42kwPLi

Mostra Cinema Brasileiro – https://bit.ly/42sXTrL

Diferentes Sotaques da Lusofonia – https://bit.ly/3oTuwRx

FESTinha – https://bit.ly/3ORfl6a

REDES SOCIAIS DO FESTin

FESTin no Instagram

FESTin no Facebook

FESTin no Vimeo

SITE OFICIAL DO FESTin

Fonte: arcomunicacaopt

Fotografia: Seu Jorge e Taís de Araújo em “Pixinguinha – Um Homem Carinhoso”

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar