InShadow – Lisbon Screendance Festival

508 views

O InShadow – Lisbon Screendance Festival regressa de 9 de novembro a 15 de dezembro para a 15a edição, que decorrerá no Teatro do Bairro, Cinemateca Portuguesa, Museu da Marioneta, Espaço Cultural Mercês, Espaço Santa Catarina, NOTE Galeria de Arquitectura, Biblioteca de Alcântara, Espaço SAFRA, Cisterna e Galeria da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, ETIC e FNAC Chiado, apresenta propostas e encontros entre a dança, o cinema e a tecnologia.

Com mais de 300 candidaturas, este ano apresentamos um programa alargado de propostas. O InShadow integra uma competição internacional de vídeo-dança, de documentário e de filmes de animação com dança, para além de performances, programação para o público infanto-juvenil – LittleShadow, e propostas de formação com workshops e masterclasses abertas ao público.

Em destaque na programação as performances SOMATATI da CiM – Companhia de Dança, de 9 a 12 de novembro no Museu da Marioneta, RAIO DE TI de Rita Vilhena no dia 24 de novembro na Biblioteca de Alcântara, Ghost Shadow do TEPe a encerrar a entrega de prémios, no dia 2 Dezembro no Teatro do Bairro. No dia 3 de Dezembro, na Espaço SAFRA a performance She’s Lost Control da Inestética.

A Competição Internacional de Vídeo-Dança e Documentário, decorre entre os dias 28 novembro e 2 de dezembro, no Teatro do Bairro e ETIC. Este ano a oferta formativa do InShadow conta com a participação da diretora e coreógrafa do Polish Dance Theatre, Iwona Pasinska, do artista Espanhol Alex Páchon, de Conceição Garcia e a artista Italiana Maddalena Ugollini.

InShadow destaca-se internacionalmente nas áreas do vídeo-dança e da performance, assumindo um cruzamento artístico entre o corpo e a imagem.
InShadow, o corpo imagina-se na sombra

Toda a programação estará disponível em breve no site do InShadow

Vo’Arte, projeto inovador que em 1998 nasceu da vontade de produzir, promover e valorizar a criação contemporânea, através do cruzamento de linguagens artísticas, que se desenvolvem em projectos nacionais e internacionais. Promove o diálogo, o intercâmbio e a transdisciplinaridade na criação entre artistas emergentes e consagrados e a descentralização cultural, com vista ao estreitamento das relações entre comunidades e à formação e desenvolvimento de novos públicos. Com direcção artística de Ana Rita Barata (coreógrafa) e Pedro Sena Nunes (realizador).

 

Fonte: voarte.com

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar